fbpx

Se você tem muito medo de dar novos passos, está em dúvida sobre uma oportunidade, não sabe se está evoluindo, regredindo ou estagnado na sua carreira ou não está tão feliz com o que faz hoje, as dicas que compartilharei a seguir irão te ajudar a ter mais segurança para tomar decisões e conhecimento do que você precisa fazer para mudar e crescer.

Em dezembro de 2019 me desliguei da startup Outgo, após dois anos e meio, onde trabalhei como gerente de marketing. Iniciei uma jornada que durou três meses, de autoconhecimento, reflexão, pesquisa, capacitação, análise profunda, idas e vindas, e também de descanso – já que há 6 anos não tirava férias sem trabalhos ou projetos externos. Eu precisava parar para entender o que me trouxe até aqui, qual seria o meu próximo passo e para onde eu gostaria que ele me levasse. 

Quem acompanha minha história há algum tempo, sabe que não venho de família rica. Faço parte da primeira geração a ter várias “primeiras vezes” e conquistas. Quando criança tomei conhecimento da minha condição no mundo, descobri uma grande força que me movia a seguir um sonho maluco, e me agarrei nela. Uma tia minha uma vez me falou algo que me marcou muito, ela disse: minha filha, vá atrás de fazer o que você gosta. Eu, sua mãe e suas tias, precisamos trabalhar desde criança só pra ter o feijão para comer. Você tem a oportunidade de ir pro mundo e fazer o que quiser pra ser feliz.

Por isso, desde cedo trabalho para criar condições que pudessem me dar o luxo da liberdade de escolha. Sempre sigo meu propósito, minha intuição, ao mesmo tempo que tomo decisões com responsabilidade e consciência dos meus atos. Nos últimos anos eu cresci e conquistei muita coisa. Há muito em jogo, a pressão e responsa são gigantes. Os desafios a minha frente, maiores ainda. Então decidi conversar com alguns profissionais, mentores e amigos, para que pudessem me ajudar a construir um processo consciente.

Recebi conselhos valiosíssimos e decidi compartilhá-los no formato do processo que segui para tomada de decisão. Espero que também seja útil para você. 😉

01 – Autoconhecimento

Baseado na metodologia de autoconhecimento japonesa “Ikigai”, que significa razão para viver, nas sessões de mentoria que tive foram desenvolvidos questionamentos para entender o que fazia sentido para mim, ou não. Enquanto pessoa e profissional.

Reflexões:

  • O que te trouxe até aqui?
  • Que padrões e motivações se repetem na sua trajetória?
  • No que você acredita?
  • Quais são os seus valores?
  • Qual o impacto que você quer causar no mundo?
  • Qual é o oposto de tudo isso e que não faria de jeito nenhum?
  • O que você quer aprender e conquistar?
  • Quais são seus objetivos por médio e longo prazo?
  • No que você é bom?
  • O que você ama fazer?
  • Existe mercado para isso?
  • Qual é o nível de necessidade do mercado para essa demanda?
  • O mercado paga por isso?
  • Estável ou instável?

Quando você trabalha com algo que é verdadeiramente apaixonado e está cheio de realizações, isso transborda para o mundo e as oportunidades alinhadas com seu propósito naturalmente começam a surgir. Então é preciso ter discernimento para fazer uma triagem verdadeira, que respeite sua essência. 

02 – Analisando e classificando oportunidades

Quando cheguei na etapa de analisar as oportunidades disponíveis no mercado, conversei muito com meus mentores para entender que critérios deveria usar para tomar a decisão. Após ler as anotações, percebi que existia uma proporção entre dois pilares importantes que poderiam me indicar se eu estaria no frio(longe) ou quente(perto) de atingir meus objetivos. Esse passo é para frente, para trás ou para o lado? Estou pronto para dar esse passo? Com esses pensamentos, criei e batizei um gráfico de oportunidades que serve como “termômetro de timing”. Conheça a metodologia:

Neste exercício você irá medir a relevância da oportunidade para a sua carreira e em que nível de preparo você se encontra para executá-la. 

Oportunidade

Primeiro, nomeie a oportunidade. Depois, use as oportunidades que você recebeu e identificou no mercado como parâmetro e atribua uma nota para ela:

1) Muito fraca, já vi e recebi muito melhores.

2) Um pouco inferior a que me encontro hoje.

Como me encontro hoje.

4) Um pouco melhor do que a que me encontro hoje.

5) Muito FODA, me levaria para outro patamar.

Depois de obter a nota da oportunidade, pontue o seu preparo.

Preparo

Crie uma lista com todos os requisitos e demandas que a oportunidade exigirá de você. Classifique seu nível de preparo:

1) Não atendo nenhum dos requisitos.

2) Atendo até 50% dos requisitos e teria dificuldades para executá-la.

4) Atendo pelo menos 75% dos requisitos e consigo aprender os demais com pouco esforço.

5) Atendo 100% dos requisitos e tenho pleno domínio sobre.

Após obter as duas notas – de 1 à 5, ignorando o 3 que seria o parâmetro médio de como você se encontra hoje – de oportunidade e de preparo, aplique-as no termômetro do timing: 

Termômetro do timing

O termômetro do timing irá te mostrar se você está pronto para dar esse passo. 

5 – 2:  Alto nível de preparo e oportunidades pequenas. É muito comum encontrar pessoas de background acadêmico e pessoas viciadas em conhecimento e diplomas, mas com medo de colocá-los em prática, nesse quadrante. É preciso sair da zona de conforto e arriscar-se em oportunidades desafiadoras. Seja mais ambicioso que você pode conseguir mais. 

1 – 2: Se as oportunidades que você encontra são pequenas e seu nível de preparo está baixo mesmo para elas, é preciso investir um tempo de qualidade em aprender soft e hard skills. Use como parâmetro as demandas das oportunidades de nível 4 e 5 para iniciar sua jornada de desenvolvimento pessoal e profissional. 

4 – 5: O cenário ideal é onde oportunidade e preparo se encontram entre as maiores notas, pois indicam que você está atualizado no mercado, identificando boas oportunidades e sempre se preparando para dar passos maiores.

1 – 5: Se você tem pouco preparo e está pensando em arriscar numa oportunidade muito acima do seu nível, considere analisar se você está sendo ambicioso DEMAIS. O que aconteceria se você assumisse compromisso com algo que não fosse capaz de entregar? Como ficaria sua imagem profissional e credibilidade com os envolvidos? Você estaria investindo recursos em algo que pouco provavelmente te traria retorno positivo.

Se o encontro da oportunidade com o preparo se chama sorte, sortudo é aquele que se conhecesse bem, conhece o mercado, o mundo ao seu redor e está sempre se preparando para dar um passo à frente. Pois ele sempre sabe pra onde está olhando.

03 – Essa oportunidade vale a pena?

Ok, a oportunidade está alinhada com o seu propósito, você está preparado para dar o próximo passo e isso significa um crescimento na sua carreira. Mas será que vale mesmo à pena investir nessa oportunidade? Crie uma lista de prós e contras para ter ampla visualização do seu contexto.

Lista de prós e contras.

Reflexões para construir sua lista de prós e contras:
– Quais são os seus principais ganhos com essa oportunidade?
– Que portas ela te abre?
– O que você terá que abrir mão?
– Existem contra-indicações para essa oportunidade?
– Como ela irá te afetar e às pessoas a sua volta?

Identifique o cenário em que você se encontra:

1) Existe muito mais pontos negativos que positivos, não justificam o sacrifício. (parte pra outra)

2)  Prós e contras estão equilibrados, mas ainda há muitos riscos. (avalie a possibilidade de guardá-la para quando a situação mudar.)

4) Existem muitos prós, justificam bem o sacrifício dos contras. (avance com cautela)

5) Há muito mais prós do que contras, sem grandes sacrifícios. (vai com tudo)

Vale a pena – financeiramente?

Seguindo todas as etapas, até então a oportunidade aparenta ser perfeita pra você. Mas e a sua viabilidade? Será que os retornos atenderão suas expectativas?

Separe um tempo e crie uma planilha no excel. Liste todos os seus custos e tente ser o mais fiel possível a realidade.

Calcule e reflita:

O total é maior, menor ou igual ao valor de retorno?

Ela se paga no curto, médio ou longo prazo?

Tenho caixa para sustentar essa operação? Se não, vale a pena conseguir crédito para não deixar essa oportunidade escapar?

Se couber no seu contexto, crie também uma planilha de projeção financeira com a expectativa de ganhos, em quanto tempo, e identifique quando você atingirá o ponto de equilíbrio (quando finalmente você irá conseguir pagar todos os custos, investimento inicial e poderá começar a ter lucros). 

É preciso ter firmeza para não desviar o foco a cada objeto brilhante que cruzar seu caminho. Muitas pessoas se assustam quando digo que recusei várias propostas de emprego ou sociedade em empresas porque simplesmente não se alinhavam com meu propósito de vida. Não é por arrogância ou para diminuir as oportunidades, é por respeitar quem sou e o que quero deixar no mundo. Objetividade pode até significar perdas financeiras atraentes no curto prazo. Requer muita coragem, paciência e entender que a jornada é longa.

Nosso tempo é um recurso precioso, limitado, que precisamos fazer valer. Nunca é tarde demais para repensar como você quer viver o resto da sua vida, esse na verdade, deveria ser um processo frequente durante nossa existência. Com o tempo nós amadurecemos, mudamos e tomamos decisões diferentes. Mas só é possível saber se a mudança é boa ou não, se estamos no caminho certo ou errado, se tivermos a consciência de que caminho escolhemos em primeiro lugar.